quarta-feira, 22 de fevereiro de 2012

AS LÍNGUAGENS DO AMOR-P/19



AS LÍNGUAGENS DO AMOR-P/19
1. Procure olhar nos olhos de seu cônjuge quando ele lhe falar alguma coisa. Essa atitude ajuda sua mente a não divagar e comunica que ele realmente recebe sua total atenção.
2. Não faça outra coisa enquanto ouve seu cônjuge. Lembre-se: “Qualidade de Tempo” é dedicar ao que lhe fala sua total atenção. Se você porventura assistir TV, ler ou praticar qualquer outra atividade pela qual esteja muito envolvido, e não puder desviar a atenção imediatamente, diga isso a seu cônjuge: “Sei que você quer falar comigo agora, e estou interessado em ouvir-lhe. Só que gostaria de conceder-lhe mais atenção, e no momento não é possível. Se você me conceder dez minutos para eu terminar o que estou fazendo, sentaremos juntos e então ouvirei o que você tem a dizer.” A maioria dos (as) esposos (as) deverá atender a uma solicitação dessas.
3. “Escute” o sentimento. Pergunte a você mesmo o tipo de emoção que seu cônjuge sente no momento. Quando achar que descobriu, confirme. Por exemplo: “Tenho a impressão que você está desapontado por eu ter esquecido de...” Essa é uma oportunidade para você certificar-se de seus sentimentos. Também comunica que ouve com atenção o que lhe é dito.
4. Observe a linguagem corporal. Punhos cerrados, mãos trêmulas, lágrimas, cenho franzido e expressão dos olhos fornecem pistas do que seu cônjuge sente. Algumas vezes, a linguagem verbal diz uma coisa, enquanto a corporal afirma outra. Solicite um esclarecimento a fim de poder confirmar seus reais sentimentos.
5. Recuse interrupções. Pesquisas recentes indicam que, em média, as pessoas ouvem apenas 17 segundos antes de interromperem para inserir na conversa as próprias idéias. Se eu lhe dedicar minha total atenção enquanto você fala, evitarei defender-me a fim de fazer-lhe acusações ou mesmo, dogmaticamente, evidenciar minha posição. Meu objetivo é perceber seus sentimentos e pensamentos. O alvo não é autodefender-me ou permitir que você ganhe uma discussão; a intenção é compreendê-lo (a).
APRENDENDO A FALAR
UMA CONVERSA DE QUALIDADE REQUER NÃO SOMENTE CONSIDERAÇÃO AO OUVIR, MAS TAMBÉM DISPOSIÇÃO EM EXPOR-SE. QUANDO UMA ESPOSA DIZ: “GOSTARIA TANTO QUE MEU MARIDO CONVERSASSE COMIGO! NUNCA SEI O QUE ELE PENSA OU SENTE...” ELA CLAMA POR INTIMIDADE; QUER SENTIR-SE PRÓXIMA DE SEU ESPOSO. MAS, COMO SENTIR-SE AO LADO DE ALGUÉM A QUEM NÃO CONHECE? PARA QUE ELA SE SINTA AMADA, O MARIDO PRECISA APRENDER A SE EXPOR. SE A PRIMEIRA LINGUAGEM DO AMOR DELA FOR “QUALIDADE DE TEMPO” E SEU DIALETO, CONVERSA DE QUALIDADE, SEU TANQUE EMOCIONAL NUNCA ESTARÁ COMPLETO ATÉ QUE ELE PARTILHE COM ELA SEUS PENSAMENTOS E SENTIMENTOS.
Se você precisa aprender a
linguagem da conversa de qualidade,
comece a observar as emoções que
sente quando está fora de casa.
Para muitos de nós, o ato de expor-se não é nada fácil. Muitos adultos foram criados em lares onde a expressão dos pensamentos e sentimentos não só jamais foi encorajada, como também era condenada. Pedir um brinquedo era recebido com um sermão sobre a situação econômica familiar. A criança sentia-se culpada por causa daquele desejo e, então, rapidamente aprendia a não expressar mais seus desejos. Quando um filho ou filha expressava raiva, os pais repreendiam-no (na) severamente com palavras condenatórias. O que acontecia então? A criança aprendia que expressar sentimentos de raiva também não era algo apropriado. Se um deles passasse a sentir-se culpado por expressar seu desapontamento pelo fato de não poder ir ao supermercado com o pai, aprendia a guardar seu desagrado para si. Nós, adultos, ao atingirmos a maturidade, aprendemos a negar nossos sentimentos. Deixamos de ter contato com nosso ser emocional.
TEM CONTINUAÇÃO DIARIAS.


FAÇA UMA BOA AÇÃO,
NOS FAÇA UMA DOAÇÃO.
DOANDO QUALQUER QUANTÍA
PARA ESTAS
CONTAS BANCARÍA.
FAÇA TEU DEPOSITO
NESTAS AGENCÍAS.
.
AGENCÍA—3058
CONTA CORRENTE
N-37966-4
BANCO ÍTAU.
.
AGENCÍA-0894...OPERAÇÃO.013
CONTA POUPANÇA. 20680-0
CAIXA ECONOMICA FEDERAL.
.
MUÍTO OBRÍGADO,
DEUS ABENÇÕE
TUA CASA.
TUA FAMILIA
E FAÇA PROSPERO
TEU CAMÍNHAR.

Nenhum comentário:

Postar um comentário